Paixão Vitoriana
Subscribe

Uma questão "central" ?

Colocado por WhiteShadow a 9 de janeiro de 2008

É certo que as estatísticas valem o que valem. O Vitória já usou no campeonato desta época 5 diferentes duplas de defesas centrais. Mas o curioso é constatar que em todos os jogos onde o Vitória não alinhou com a dupla Geromel/Sereno... não ganhou! Ou dito de outro modo, todas as nossas 7 vitórias na BWin Liga foram conseguidas com esses dois jogadores no centro da defesa. Será só coincidência?

Coloco os dados mais detalhados a seguir. Seja como for, ainda bem que no próximo jogo deveremos voltar a ter a nossa dupla de centrais habitual, que até agora também nunca... empatou.

Dupla Geromel/Sereno
Número de jogos: 9 (7 vitórias, 2 derrotas)
Golos sofridos: 0,89 golos/jogo
Jogos: Vitória 1-0 Nacional, Naval 1-4 Vitória, Vitória 1-0 Braga, Sporting 3-0 Vitória, Vitória 2-1 Leiria, Marítimo 0-1 Vitória, Vitória 2-1 Académica, Porto 2-0 Vitória, Vitória 1-0 Belenenses

Dupla Geromel/Radanovic
Número de jogos: 3 (2 empates, 1 derrota)
Golos sofridos: 1,67 golos/jogo
Jogos: Leixões 2-2 Vitória, Vitória 0-0 Paços, Boavista 3-2 Vitória

Dupla Danilo/Radanovic
Número de jogos: 1 (1 empate)
Golos sofridos: 1 golo/jogo
Jogos: Vitória 1-1 Setúbal

Dupla Danilo/Geromel
Número de jogos: 1 (1 empate)
Golos sofridos: 0
Jogos: Benfica 0-0 Vitória

Dupla Geromel/Márcio
Número de jogos: 1 (1 derrota)
Golos sofridos: 4 golos/jogo
Jogos: Estrela 4-1 Vitória

Foto: MaisFutebol

8 remate(s):

Pedro disse...

Não me parece de todo justo focalizar as derrotas nas ausências de um central, é demasiado redutor, apesar das estatísticas apontarem nesse sentido. Senão vejámos, a maior goleada foi sofrida com a dupla Geromel/Márcio, portanto, seguindo esta linha de raciocínio, nunca mais a utilizaremos até ao final do ano. Penso que nada mais errado, não quero com isto dizer que o Márcio é um bom jogador, mas se a equipa tivesse jogado de uma forma humilde, sem sobranceria, hoje esta dupla não seria um problema. Sofrer um golo em contra-ataque quando se está a ganhar, não me parece culpa dos centrais mas sim de uma equipa que perante a facilidade do jogo achou que o tinha na mão e actou de uma forma displicente e anárquica.

O problema do Vitória nas derrotas, mais do que erros individuas (excepção é o Boavista), deveram-se a erros colectivos, da equipa (Porto e Estrela), e da arbitragem em Alvalade.

Grande Abraço

Anônimo disse...

WhiteShadow,

não me parece de todo adequado andarmos todos com este tipo de análises. Desse modo, no próximo jogo que nao estiver a dupla falada já se sabem quais serão as expectativas. A falta de auto-confiança é o primeiro passo para a confirmação da derrota.
cumprimentos :)

luis cirilo disse...

Acho que a anlise traduz uma realidade muito simples.
Quando joga a melhor dupla (Geromel-Sereno) a equipa tem melhores resultados.
Normal !
Quando não,jogando outros,e sem estar em causa o valor dos jogadores é evidente que aqui e ali os resultados são piores.
E estou a vontade nesta analise porque para mim,e face ao que vi do Marcio e do Radanovic,a primeira opção de substituiçãoi de Geromel ou Sereno devia ser o Moreno.
Que acho que esta a ser sub aproveitado no plantel.

WhiteShadow disse...

Atenção que eu não disse que a culpa era dos centrais! Só fiz notar um dado concreto, e o que os números dizem. E fiz questão de dizer que a estatística vale o que vale :)

Aliás, se lerem a minha crónica, vêem que não desgostei nada do Márcio e no quinteto defensivo (se incluirmos o Nilson) não foi de nenhuma maneira um dos piores.

Seja como for, o que eu quero é que o Vitória ganhe, como todos vocês. Não me parece que por causa de um artigo num blog eles percam auto-confiança, eheh :)

Já agora, fiquei feliz por saber que o Márcio (e o Felipe) marcaram hoje na Intercalar. Estão a precisar de ganhar moral e de se sentirem úteis à equipa.

Anônimo disse...

WhiteShadow,

não se trata apenas de um artigo num blog. a ideia que pretendeste transmitir já começou a ser divulgada muito antes por toda a comunicação social, tu apenas concretizaste em número.

mas claro que nao o fizeste com segundas intenções :) tu, pelo menos.

cumprimentos

WhiteShadow disse...

Compreendo o que dizes, caro anónimo. Não foi com segundas intenções. E realmente há muitas outras condicionantes. Mesmo em relação à parte defensiva, seria preciso ter em conta factores como:

- Quem eram os laterais?
- Jogou-se com dois médios defensivos? Até que minutos?
- Qual era o adversário e o poderio dos seus atacantes?

A dupla de centrais, por si só, obviamente não garante nada. Mas claro que, certamente concordarás, para já, dos jogadores disponíveis, parece que a dupla que melhor conta dá de si mesma é a dupla Sereno/Geromel. Do mesmo modo que no ano passado, supreendentemente, a melhor dupla (Franco/Danilo) implicou a ida do Geromal para o banco.

Anônimo disse...

WhiteShadow, exacto.

Mas uma coisa é dizer-se "a dupla que melhor conta dá de si mesma é a dupla Sereno/Geromel", outra completamente diferente é "quando a dupla não é Sereno e Geromel o Vitória nunca ganhou". ainda mais no timing que é.
pode parecer uma questão de português, mas de facto nao é :)
penso que compreendes o meu ponto de vista.

abraço

Carlos Manuel (aer) disse...

Bem, os números confirmam a ideia que tenho das nossas duplas de centrais

A melhor será a dupla Geromel/Danilo, que justamente não sofreu golos quando jogou.

A seguir vem a dupla Geromel/Sereno, que vale essencialmente pela grande articulação que ambos têm no campo.
Parece-me mesmo que, sem Geromel, Sereno não renderá o mesmo